A estratégia logística é muito importante quando nos referimos a um centro de distribuição, uma vez que com a geografia de dimensões como no Brasil, é preciso evitar possíveis gargalos no fornecimento de materiais e produtos de uma empresa.

Ao aderir à intermodalidade para alcançar de forma rápida os seus clientes, as empresas estão cada vez mais optando pela logística nesses centros, melhorando a sua localização e reduzindo custos e processos internos.

Confira agora como a localização afeta à logística dos centros de distribuição. Continue a leitura!

O que é um centro de distribuição?

O centro de distribuição é um local específico para a acomodação de mercadorias e materiais. Atualmente, é utilizado de forma estratégica para a colocação de produtos no mercado e, quando bem posicionado, ele proporciona muitos benefícios para o empreendimento e seus clientes, promovendo uma grande diferença perante a concorrência.

A sua montagem necessita de uma preparação e uma mudança de processos e procedimentos dentro da companhia, a fim de se obter uma boa eficiência dessa estrutura.

Uma grande diferença entre os depósitos e os centros de distribuição é que estes são instalações que objetivam receber os produtos para atender às necessidades dos clientes; já aqueles são instalações que priorizam a armazenagem de produtos para ofertar a eles.

Quais são as funções básicas de um centro de distribuição?

As mercadorias que chegam provenientes de um fornecedor são recebidas e conferidas juntamente à sua documentação. No caso de ocorrer alguma divergência, as respectivas providências são tomadas para solucionar qualquer problema.

As etapas realizadas no centro de distribuição são as seguintes:

Recebimento

Tudo começa pelo recebimento das mercadorias. Consiste no descarregamento dos produtos enviados pelos fornecedores e são conferidos a sua quantidade e se houve algum dano.

Concluído o procedimento inicial, são feitos os lançamentos das informações e, assim, o estoque é atualizado para haver a exata localização onde as mercadorias estarão acomodadas até que ocorra a sua solicitação.

Movimentação

A movimentação dos produtos acontece desde o recebimento até a entrega para quem vai redistribuí-los ou para o consumidor final.

Internamente, é possível ocorrer a movimentação, o que envolve receber, conferir e transportar até o local do armazenamento. No entanto, a realocação em outros centros de distribuição também poderá acontecer.

Toda movimentação no centro de distribuição gera custos. Por isso, há importância de se traçar uma estratégia logística para minimizá-los.

Separação de pedidos

É importante, nessa fase, a separação de forma correta dos itens solicitados no pedido para evitar possíveis problemas e insatisfação dos clientes, visto que essa etapa é a que mais gera custos aos centros por conta das suas operações.

Criar modos práticos de estocagem, endereçamentos e rotas eficientes se faz essencial para evitar prejuízos e ganhar tempo com o deslocamento.

Expedição

Assim, chegando à etapa final, é essencial a verificação e conferência de mercadorias separadas antes da expedição dos pedidos. Aqui, necessita-se de ferramentas específicas como leitores de código de barras, entre outras.

Após a conferência, embalam-se as mercadorias para serem enviadas em seu trajeto final juntamente às documentações.

Dessa forma, quando incrementamos o sistema logístico nos centros de distribuição, uma melhoria em seu desempenho é notada, como a obtenção de melhores preços ao negociar com os fornecedores, evitando o fracionamento da entrega, melhoria nos espaços onde se encontram o seu estoque e redução de mão de obra.

E aí, gostou do nosso post sobre centro de distribuição: como a localização afeta a logística? Siga-nos nas redes sociais (Facebook, Linkedin e Twitter) e fique por dentro desse e de outros assuntos.