Foi-se o tempo em que apostar em ferramentas retrógradas e manuais era sinônimo de lucro em termos comerciais ou industriais. Prova disso são os avanços os quais a movimentação de materiais em galpões logísticos se submeteu recentemente. Isso significa que, para aumentar os rendimentos nos tempos atuais, é preciso, sim, pensar na estratégia que será utilizada para atingir as melhores práticas na movimentação de materiais.

Uma das principais chaves do sucesso logístico, seja ele trabalhado em galpões industriais ou comerciais, é se certificar com relação a mais eficaz execução dos planos de otimização, uma vez que ela pode ser tão bem-sucedida quanto as pessoas encarregadas de executar o plano em voga. 

Atrelado a isso, aperfeiçoar e treinar o pessoal exemplifica a máxima que diz que qualquer aspecto técnico ou prático de um complexo logístico somente pode se tornar bem-sucedido se, na prática, as pessoas que o executam têm o conhecimento e as habilidades necessárias para fazê-lo.

Conhecer bem os tempos e movimentos de sua operação é algo importantíssimo, isso evita desperdícios e otimiza os recursos, máquinas e pessoas.

Variabilidade

Considerar as questões ligadas à variabilidade é regra básica a ser seguida por todo e qualquer empresário ou industrial contemporâneo. Isso porque é tido como certo o fato de que qualquer processo se submete a variações e imprevistos. Para tanto, estar preparado para lidar com essas divergências representa algo essencial para não somente manter o padrão alto do serviço prestado, mas também garantir um gerenciamento eficiente, proporcionando lucro à corporação.

Ao lado da variabilidade, também cabe frisar que, quanto mais automatizados forem os processos, menor será a possibilidade de eles darem dor de cabeça a seus executores. Atualmente, reforça-se, a era digital não permite a movimentação de mercadorias por meio de recursos obsoletos. Pelo contrário, já que as empresas que insistem em métodos ultrapassados tendem somente a serem superadas pelos concorrentes a ponto de inclusive – e por vezes – chegarem ao ostracismo.

Software de gestão

É praticamente impossível tratar a respeito da otimização da movimentação de cargas no galpão logístico sem que, de forma simultânea, possa-se fazer o mesmo com relação ao software de gestão. Obrigatório em qualquer ação desse tipo, o software de gestão deve atuar como uma solução digital imprescindível para as empresas que desejam entregar um serviço para lá de diferenciado a seus clientes sem perder em termos de lucro.

Os WMS (Warehouse Software Management) são os Sistema de gestão dos armazéns. Eles controlam o saldo de estoque, alocação, validade, FIFO, ordem de picking entre outras muitas variedades de atividades.

Neste contexto, cabe ressaltar que é comum que todos os processos logísticos estejam interligados no sentido de formarem uma cadeira de produção. Assim, um WMS eficiente tende a garantir que nenhum detalhe passe despercebido, com todos os processos se mantendo devidamente alinhados. 

Para se ter uma ideia, é através do WMS que o gerente do armazém ou da indústria em voga consegue obter as seguintes informações:

  • Maior eficiência no que diz respeito a gestão da armazenagem;
  • Melhor integração com os demais setores da empresa;
  • Otimização real do transporte dentro do galpão logístico em si;
  • Maior acuracidade de estoque;
  • Menos perdas e quebra de produto.

E aí, gestor? Após conhecer todas essas informações a respeito da otimização da movimentação de materiais no galpão logístico, o que é que você ainda está esperando para investir nisso a curto, médio e longo prazo? Não deixe para depois e conte com a ARM Logística!

 

WhatsApp WhatsApp