A escolha dos operadores logísticos de sua empresa deve ser criteriosa e segura, pois, além de serem justamente eles os parceiros capacitados para fazer com que seu produto chegue a um determinado local, os operadores logísticos também podem ser considerados os profissionais responsáveis pelo sucesso ou pelo eventual fracasso operacional de sua empresa.

Em seu dia a dia, aliás, o operador logístico jamais deve deixar de se preocupar em fazer com que um determinado produto chegue na hora certa e em perfeitas condições a seu local de destino. Para tanto, alguns fatores precisam ser por ele considerados. Conheça alguns exemplos:

  • Custos;
  • Condições contratuais oferecidas;
  • Modelo de serviço.

Ou seja, nos tempos atuais o bom gestor deve enxergar além do óbvio no sentido de levar em conta os seguintes pontos com relação à procura pelo melhor operador logístico do mercado:

Estrutura

Assim que você se vir de frente com a necessidade de contratar um operador logístico, procure se informar a respeito da estrutura que é oferecida por ele. Isso porque, além de sempre ser interessante escolher um trabalho que dispõe de vias necessárias para a prestação de um serviço eficaz, o cliente também pode avaliar o tamanho da frota, bem como outras características, para aí sim traçar um perfil de mobilidade e alcance de seus produtos.

No quesito estrutura, fatores como a disponibilidade de galpões próprios, bem equipados e bem localizados também devem ser considerados. Com ênfase no diferencial do “bem localizados”, destaca-se a ideia de quanto maior próximos forem estes espaços de uma malha viária de alta qualidade e dos grandes centros urbanos, melhor para o operador e para o processo logístico como um todo.

Gerenciamento de armazéns

Com a questão da estrutura sendo devidamente resolvida, é chegada a hora de ir além e apostar naquele operador logístico que preza pela tecnologia. Neste caso, reforça-se que os profissionais que investem em um efetivo sistema de gerenciamento de armazéns, como é o caso do WMS, por exemplo, normalmente conseguem otimizar ao máximo suas operações.

Paralelamente a isso, o compartilhamento de informações também é importante no sentido de quanto mais imediata for tal integração para com o EPR da empresa tomadora do serviço, melhor tenderá a ser a efetividade do trabalho logístico em voga.

Neste contexto, também afirma-se que o próprio status dos processos de cada pedido pode ser enviado para conferências de saldos e posições de estoque.

Custo-benefício

Além de ser sinônimo de valor agregado (aqui neste contexto, é bom que se diga), a questão do custo-benefício, aqui, se constrói através do fato de que o operador de logística jamais deve deixar de manter uma área de projetos permanentemente preocupada com a melhoria de serviços e com os próprios cortes dos custos da atividade.

Portanto, antecipar as alternativas possíveis no sentido de priorizar aquela que é mais vantajosa para o cliente consiste em um dos desafios mais valiosos dos operadores logísticos atuais.

E aí? Gostou de saber mais a respeito das dicas que você deve adotar para escolher o melhor operador logístico do mercado? Se sim, fale com a ARM Logística e coloque seus planos corporativos em prática!

WhatsApp WhatsApp